Conecte-se Conosco

Brasil

PF pode visitar ALEAM em breve e “se gritar pega ladrão…”

Compartilhe na suas Redes Sociais

Bem antes da visita do papai Noel, muitos deputados na ALEAM podem receber a visita da Polícia Federal.

Rapidinhas do RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

Além da conhecida “bancada dos 5%” a Assembleia Legislativa do Amazonas pode ser esvaziada com as operações e desdobramentos das investigações conjuntas da PF, CGU e PGR.

Depois que o atual governador, Wilson Lima, e o vice, Carlos Almeida, foram alvo de operações da Polícia Federal, a mando do Superior Tribunal de Justiça, a descoberta de que há ainda outros dois inquéritos sob segredo de Justiça espalhou terror na classe política local conforme narrado em matéria divulgada pelo conhecido “último segundo” do portal IG notícias.

São 3 inquéritos no total. Um, já conhecido, investiga o governador e o vice. Há, porém, uma lista de parlamentares que aparecem ao lado de uma cifra de 5%, apreendida na mesa do governador Wilson Lima, citando nomes como os deputados Saulo Viana, Roberto cidade, Belarmino Lins, entre outros.

O que se tem de informações é que estes parlamentares estejam sendo investigados e os contatos dos deputados citados na lista com o governador, que teve seu pedido de impeachment negado pela Assembleia local, assim como as liberações de verbas, nomeações e contratação de empresas.

Os dois inquéritos, ainda sigilosos, podem levara Polícia Federal para passear na ALEAM (Assembleia Legislativa do Amazonas).

Segundo informações de fontes fidedignas, alguns Deputados despertam certa curiosidade para a Polícia Federal, vejamos:

Deputada Joana D’arc

Conforme destacado pelo veículo “AMPOST” A deputada estadual, Joana Darc (PL), que recebe um salário líquido de R$19.060,86, teve uma ascensão financeira no mínimo questionável, pois atualmente ela mora em condomínio de luxo na Avenida Mário Ypiranga, onde o valor dos imóveis estão em torno de R$ 5 milhões e alugueis custam R$ 15 mil mensal, conforme anúncios de corretores. A informação é da coluna do jornalista Alex Mendes no D24am.

O veiculo levanta questionamento de que, se somado os quatro anos de mandato recebendo o salário mensal líquido de R$ 19.060,86 a deputada terá o montante de aproximadamente R$ 613 mil, valor que não daria para custear a mansão em que vive.

Deputado Saullo Vianna

no portal “o Amazonas” as informações sobre o Deputado Saullo Vianna (PTB), mostram que ele é membro de uma família detentora de contrato de R$ 53 milhões com Governo do Amazonas, apresentou um requerimento à Mesa Diretora, em regime de urgência, para impedir que o presidente da Assembleia Legislativa (Aleam), deputado Josué Neto (PRTB), conduza o processo do impeachment contra o governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida (PTB), protocolado no Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam).

A Amsterdam Serviços Profissionais de Limpeza, Conservação e Construções LTDA, inscrita no CNPJ nº 13.183.508/0001-14, tem como sócia a mãe do deputado, Celia Maria Velame Viana, tem contratos milionários com o estado do Amazonas, via a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc). O próprio parlamentar já chegou a assinar contratos da empresa com o Governo como represente do negócio da família.

Deputado Roberto Cidade

A respeito do Deputado, em simples busca no Portal da Transparência AM pôde-se perceber que uma empresa que pertence ao deputado estadual, Roberto Cidade (PV), têm três contatos com o governo do Amazonas, sendo dois na Secretaria de Educação e Qualidade de Ensino (SEDUC) que totalizam RS 31 milhões e um na Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), no valor de R$ 5 milhões.

Roberto Cidade é sobrinho do ex-deputado estadual Orlando Cidade, que recentemente é alvo da Operação Arquimedes da Polícia Federal, que investiga envolvimento em crimes ambientais.

Os dois contratos na Seduc são relacionados a transporte escolar, o primeiro refere-se ao valor de R$ 16,6 milhões, para a realização do transporte escolar de alunos da calha do Rio Solimões e foi publicado no diário oficial do dia 19 de fevereiro.

O segundo contrato refere-se ao transporte escolar de aluno do Alto Solimões, cujo valor total é de R$ 9,6 milhões, tendo sua prorrogação também sendo publicada em 19 de fevereiro do corrente ano.

Já o terceiro contrato, faz-se na SSP-AM, sendo o aluguel de 141 veículos, tipos sedan para atender a segurança pública, com valor de R$ 5 milhões. A prorrogação foi aprovada no dia 22 de maio, segundo diário oficial.

Deputado Belarmino Lins

No portal da transparência do Governo do Amazonas há pelo menos R$ 26,7 milhões de reais empenhados à empresa Confrets Construcors e Terraplanagem.

Do valor total, a empresa já recebeu mais de R$ 19 milhões do Estado. Ou seja, a empresa ainda deve receber R$ 7 milhões do Governo .

Desse total recebido, R$ 17 milhões foram contratos com a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e R$ 2,3 milhões foram referentes a contratos com a Secretaria de Educação (Seduc).

Segundo dados da Receita Federal, a Império Construções LTDA, do empresário George Lins, está inativa e se “transformou” na empresa Concreterra Construções e Terraplanagem LTDA que tem como sócio-proprietários Júlia Bandeira de Melo Links de Albuquerque e Jozeline Jordão das achadas.

Em outubro de 2018, a própria empresa pediu a SEDUC que alterasse a razão social da empresa Império construções para Concreterra Construções, conforme documentos amplamente divulgados pelo veículo “radar amazônico”.

Frisa-se que o sócio George Lins é irmão do Deputado Estadual Belarmino Lins, o que, segundo fontes, tem deixado a Polícia Federal muito empolgada.

Deputado Cabo Maciel

Como já foi divulgado por vários veículos de comunicação, a empresa Dantas Transporte, ligada ao Deputado Cabo Maciel, recebeu do governo do Amazonas, em 2019, bem mais que o valor do contrato sem licitação, de R$ 46,6 milhões para a execução do serviço de transporte escolar, que a levou a ser o pivô de um dos maiores escândalos do primeiro ano da gestão do governador Wilson Lima (PSC) e derrubar o então secretário de Educação Luiz Castro, que foi candidato mas não se elegeu ao senador em 2018, com o apoio do grupo que está no poder.

No total, a Dantas Transporte recebeu R$ 72,1 milhões, sendo R$ 46,5 milhões pelo contrato sem licitação e R$ 25 milhões em processos indenizatórios e aditivo ao contrato 10/2019 com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc). As informações estão disponíveis no Portal da Transparência do Estado, nos pagamentos realizados no ano passado pela Seduc. A empresa ainda tem R$  7.768.447,54 já empenhados para receber.

No final de agosto do ano passado, a Seduc informou que tinha total interesse em colaborar com os órgãos de controle e apurar e identificar quaisquer irregularidades na execução do contrato nº 10/2019, relativo à prestação de serviço de transporte escolar, pontuadas pelo MPC. Também informou que já estava em andamento o processo para realizar licitação para o serviço na capital e no interior do Estado

Dessa vez, quem teve interesse em entender isso foi o Ministério Público Federal que achou curioso o envolvimento direto da empresa ligada ao parlamentar nos contratos do governo.

Deputada Alessandra Campelo

Sobre as possíveis ilegalidades dos parlamentares do Amazonas, o que chama atenção, desde 2018 ou até mesmo antes, é que a empresa do esposo da Deputada Alessandra Campêlo, A VISION, recebe mensalmente R$ 1.200.000,00 de verbas oriundas do Estado e da União Federal, para realizar consultas e procedimentos oftalmológicos.

A matéria que foi divulgada pelo “portal do Amazonas” mostra que de acordo com a tabela do Sistema Único de Saúde – SUS, o procedimento mais caro custa 23 reais e o de custo menor  é a consulta no valor de 10 reais.

O Advogado Ronaldo Tiradentes disse que, para justificar o contrato mensal de 1,2 milhão de reais, a VISION teria que realizar aproximadamente 60.000 procedimentos por mês, número nem de longe alcançado.

A VISION fica localizada no Edifício Millennium em dependências acanhadas e desconfortáveis. Diariamente, 90 pacientes são atendidos em 6 pequenos consultórios, diz o Blog do Ronaldo Tiradentes.

O jornalista e apresentador do Manhã de Notícias, afirma em seu blog que, ao todo, o número de pacientes atendidos não chega a 3.000 por mês, provocando a suspeita de que há um gigantesco superfaturamento nos serviços prestados.

De acordo com o radialista Ronaldo Tiradentes, a Deputada Alessandra Campêlo tem atuação voltada para a área de saúde, numa evidente demonstração de que usa o mandato para traficar influência em favor da VISION.

Esta semana, a parlamentar assinou o requerimento que pede a criação de uma CPI para investigar os fatos denunciados na “Maus Caminhos”. De acordo com fontes do Jornalista Ronaldo Tiradentes, a Deputada Alessandra só assinou o documento, depois de ter a certeza de que não haverá assinaturas suficientes para instalar a CPI. Os contratos com a VISION foram firmados em 2014 conforme finaliza Tiradentes em seu Blog.

“Resumo da ópera”

As investigações que deveriam ser foçadas no governador e vice do Amazonas, trouxeram à tona vários fantasmas ligados a Deputados Estaduais. A grande verdade é que ter Wilson Lima como aliado está custando mais caro do que todos os contratos cedidos no governo e pode custar algo imensurável: a liberdade.

Os desdobramentos das operações estão a todo vapor, segundo fontes, a denúncia da PGR aguarda apenas o relatório final da Polícia Federal para sair do gabinete da Subprocuradora Geral da República, Dra Lindora Araujo.

Se as coisas continuarem nesse ritmo, a visita da Polícia Federal na casa dos envolvidos pode chegar bem antes da visita do papai Noel.

Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana