Conecte-se Conosco

Brasil

Operação sangria volta de férias em fevereiro ?

Rapidinhas do RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

O Presidente da República Jair Bolsonaro deu fortes declarações na tarde de ontem (12.01) no sentido de imputar a culpa pelas mortes – e pela verdadeira vergonha internacional que acontecem no Amazonas – ao Governador do Estado (Wilson Lima) e Prefeito de Manaus (David Almeida).

Não é pra menos, até o oxigênio para os pacientes acabou, além de existirem denúncias de mulheres grávidas jogadas junto com outros pacientes infectados por COVID e segue, o Amazonas, com a maior taxa de mortalidade do Pais.

Às instituições estão se sentindo pressionadas, o que também não é pra menos. Segundo fontes, após o recesso, Augusto Aras pela PGR e as demais instituições atuantes na operação sangria (PF, CGU..) devem dar o último desdobramento devido a grande repercussão das declarações do Presidente Bolsonaro que foi alvejado pela mídia na visita do Ministro da Saúde (Pazuello) ao Estsdo.

Enquanto isso, segundo informações, o Presidente deve conversar com o Ministro Francisco Falcão (STJ) para resolver o que deveria ter sido resolvido desde o ano passado. Quando a Dra Lindora Araujo (Procuradora responsável pelo caso) pediu a Prisão de Wilson Lima e o Ministro negou dizendo que ainda não era o momento.

Depois de tantas mortes e suspeitas – quase irrefutáveis – do desvio, o Ministro ainda deve repensar bastante sua decisão, sob pena de também ter sangue de inocente em suas mãos.

Vamos aguardar os desdobramentos…

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana