Conecte-se Conosco

Goiás

Covid-19: governador busca alternativa para acelerar imunização com vacina de apenas uma dose

Compartilhe na suas Redes Sociais

Além de atuar junto ao Ministério da Saúde para imunizar idosos que estão fora das instituições de longa permanência, Caiado destaca alternativa da Johnson & Johnson, que produz a vacina Janssen. Uma das vantagens é aplicação em dose única. “Vai promover uma diferença enorme”, ressalta

Avatar

Publicado

em

Durante coletiva no Palácio das Esmeraldas, governador Ronaldo Caiado defende prioridade para idosos e diz que acompanha validação de imunizante que pode acelerar processo de vacinação contra Covid-19
Compartilhe na suas Redes Sociais

O governador Ronaldo Caiado afirmou que busca mais uma alternativa para acelerar o processo de vacinação contra a Covid-19.

Durante coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quinta-feira (04/02), no Palácio das Esmeraldas, Caiado anunciou que o imunizante produzido pela Johnson & Johnson já se encontra na terceira etapa de análise e que, se for validado, “vai promover uma diferença enorme e uma rapidez maior, porque não dependerá de uma segunda dose”.

“É um laboratório conceituado, existe o prognóstico de ser apenas uma aplicação. Isso muda muito, além do fato de que a temperatura de conservação da vacina não altera de 2 ºC a 8 ºC”, explicou Caiado. “Estamos esperançosos. Não teríamos dificuldade nenhuma em fazer a vacinação em todo o país”, completou.

Além dessa intermediação com a empresa norte-americana, Caiado informou, para breve, a realização de uma videoconferência on-line entre todos os governadores e o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming.

“Queremos mostrar a necessidade de avançar, já que o Brasil tem capacidade de produção que pode chegar a 1,5 milhão de vacinas por dia”, disse, ao considerar para a empreitada os laboratórios da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Instituto Butantan.

O governador classificou a confirmação de uma possível parceria com os chineses como “algo substantivo e que pode auxiliar o mundo todo”. “Seis meses seriam mais do que suficientes para vacinar a população brasileira”, projetou Caiado.

Em relação aos idosos, o líder goiano destacou que tem se empenhado junto ao Ministério da Saúde para que os idosos sejam incluídos no grupo prioritário, a partir da chegada da próxima remessa de imunobiológicos contra o novo coronavírus. “Já havia opinado antes, mas, agora, eles se sensibilizaram, já que o percentual de óbitos [na faixa etária da terceira idade] é maior”, detalhou.

À tarde, a Secretaria de Estado da Saúde divulgou a data do início da próxima etapa de vacinação em Goiás. A partir do envio de mais um lote de vacinas, pelo governo federal, o Estado deve iniciar a imunização dos idosos que estão fora de instituições de longa permanência no próximo dia 15.

Fotos: Wesley Costa

Fonte: Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Jornalista com experiência de 10 anos na área de comunicação, onde já atuou para diversos portais de notícia do Brasil e hoje faz parte da equipe do Realidade do Povo

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana