Conecte-se Conosco

Goiás

Jorcelino Braga presidente do Patriota em Goiás entra com ação no TSE contra filiação de Bolsonaro

RDP

Publicado

em

Jorcelino Braga, Presidente regional do Patriota | Foto: Reprodução
Compartilhe na suas Redes Sociais

O presidente do Patriota Goiás e secretário-geral da sigla no Brasil, Jorcelino Braga, disse que a filiação da família Bolsonaro – de Flávio Bolsonaro, inicialmente – ocorre em meio a irregularidades. Segundo ele, o presidente Adilson Barroso contribui para que Bolsonaro tome o partido. “Nosso caminho é um só: o judicial. Não temos outro caminho”, adiantou ao site.

Vale destacar, senador Flávio Bolsonaro (RJ) se filiou nesta segunda-feira (31) ao Patriota. Ele, que deixou o Republicanos na semana passada, participou virtualmente da convenção da legenda. A manifestação é considera como a abertura do caminho para a filiação de Jair Bolsonaro (sem partido) – inclusive, anunciada por Flávio.
Braga disse que Barroso fez o chamado para a convenção nacional, três dias antes e sem a assinatura de Ovasc Resende, o vice-presidente da legenda.

“Eles estão usando tudo o que têm direito para tomar o partido. Foi surpresa. Foi tudo tratado como surpresa. Ninguém ficou sabendo disso, foi feito na calada da noite.”
Braga disse, também, não saber qual acordo foi feito com a família Bolsonaro. “A gente não sabe o que foi tratado, porque nunca conversamos com ninguém sobre isso. Quem disse que conversava sempre era ele: Adilson Barroso. Nosso caminho é um só: o judicial. Não temos outro caminho.”

“O partido nunca disse que era contra a vinda do Bolsonaro. O problema foi como isso foi feito, não concordamos com a forma como foi feito. O Bolsonaro poderia entrar pela porta frente, mas está entrando pela porta dos fundos para tomar o partido: essa é a verdade”, completou.

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana