Conecte-se Conosco

Brasil

PT articula processo contra Amado Batista após cantor chamar Lula de ‘ladrão’

Compartilhe na suas Redes Sociais

Assunto segue repercutindo nas redes sociais.

RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, usou o Twitter para dizer que deve processar o cantor Amado Batista, depois de o músico chamar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de ‘ladrão’ em uma entrevista concedida à Rede Nordeste de Rádio.

A declaração, reproduzida na íntegra pelo jornalista Magno Martins, foi ao ar na semana passada, mas só causou repercussão na cúpula do PT após o conteúdo ser noticiado pelo Conexão Política nesta sexta-feira (4).

Na entrevista, Batista defende o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e acusa Lula e os filhos dele.

Natural de Goiás, o músico disse que o petista não merece um novo voto de confiança porque possui um longo histórico de corrupção.

“Lula é um ladrão, só vota nele quem gosta de ladrão. Diferente de Bolsonaro, que não rouba”.

Ainda de acordo com Amado Batista, a riqueza acumulada pelos filhos do petista, especialmente o ‘lulinha’, retrata o antes e depois de Lula no Palácio do Planalto.

“Saiu do nada, [e] hoje é milionário. Não estou exagerando. Digo [isso] porque conheço seus negócios no agronegócio. Ande pelo Mato Grosso, como eu, e você comprovará”, reiterou.

Em reação, Gleisi afirmou que ‘quem faz acusação falsa’ é preciso que seja responsabilizado.

“Amado Batista terá de enfrentar a Justiça, assim como outros que mentiram sobre Lula e sua família. Quem faz acusação falsa tem de ser responsabilizado pelo que diz, seja famoso ou não”, escreveu hoje a presidente da sigla, nas redes sociais.

“Cuidado com a língua, mentirosos”, completou, em seguida.

Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana