Conecte-se Conosco

Brasília

Laert Bessa e a Farra com o Dinheiro Público

Fernando Souza

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

Deputado consta como dono de carro que alugou com verba pública durante mandato.

Laerte Bessa (PR-DF) alugou 12 veículos diferentes, entre 2015 e 2019, no valor total de R$ 390 mil. Um deles está em nome de Bessa atualmente

Durante o segundo mandato na Câmara dos Deputados, entre 2015 e 2019, o deputado federal e ex-delegado da Polícia Civil Laerte Bessa (PR-DF) alugou 12 veículos diferentes, de acordo com as 75 notas fiscais que apresentou pedindo reembolso, no valor total de R$ 390 mil. Pelo menos um dos carros alugados na época está hoje em nome de Bessa. 

Após um ano de investigação jornalística, a CNN mostra como um servidor é suspeito de operar ilegalmente outra empresa de aluguel de carros para deputados e um possível esquema de “rachadinha” e financiamento para deputados de veículos pagos com dinheiro público.

No caso dos serviços prestados a Laerte Bessa, todas as notas fiscais foram emitidas por duas empresas registradas no mesmo endereço, em Brasília, e possuem o mesmo telefone para contato, apesar de proprietários diferentes: a Daleth Veículos Ltda., de Rodrigo Flávio Sá Roriz, e a Village Veículos, de Gilmara Clea Costa Nobre.
Dentre essas notas, consta a locação de uma SUV Land Rover Discovery, placa PAP-2506, serviço para o qual foram emitidas 27 notas, todas pela Daleth Veículos, referentes a 24 períodos de locações de mês cheio e três de períodos de 15 a 21 dias. Juntas, essas 27 notas totalizaram R$ 205 mil. 
A primeira dessas despesas é para a cobrança de uma locação referente ao período de 15 a 30 de abril de 2016, no valor de R$ 5.000. Depois disso, a partir de junho daquele ano, Bessa locou regularmente mais 26 vezes o mesmo carro.
Bessa utilizou o veículo por pelo menos 24 meses não consecutivos, o que fere a norma da Câmara, em que a locação de um mesmo veículo feita por parlamentares não pode ultrapassar 12 meses, consecutivos ou não. Fora a Land Rover, o deputado nunca alugou outros carros por mais de um ano.
De acordo com uma guia de pagamento de licenciamento para o ano de 2021, emitida pelo Detran-DF e obtida pela CNN, após o término do mandato de Bessa, a Daleth Veículos transferiu a Land Rover Discovery para o deputado.

Deputado consta como dono de carro que alugou com verba pública durante mandato

Laerte Bessa (PR-DF) alugou 12 veículos diferentes, entre 2015 e 2019, no valor total de R$ 390 mil. Um deles está em nome de Bessa atualmente.

Durante o segundo mandato na Câmara dos Deputados, entre 2015 e 2019, o deputado federal e ex-delegado da Polícia Civil Laerte Bessa (PR-DF) alugou 12 veículos diferentes, de acordo com as 75 notas fiscais que apresentou pedindo reembolso, no valor total de R$ 390 mil. Pelo menos um dos carros alugados na época está hoje em nome de Bessa. 
Após um ano de investigação jornalística, a CNN mostra como um servidor é suspeito de operar ilegalmente outra empresa de aluguel de carros para deputados e um possível esquema de “rachadinha” e financiamento para deputados de veículos pagos com dinheiro público.

Servidor é suspeito de operar ilegalmente locadora de carros na Câmara; ele nega

No caso dos serviços prestados a Laerte Bessa, todas as notas fiscais foram emitidas por duas empresas registradas no mesmo endereço, em Brasília, e possuem o mesmo telefone para contato, apesar de proprietários diferentes: a Daleth Veículos Ltda., de Rodrigo Flávio Sá Roriz, e a Village Veículos, de Gilmara Clea Costa Nobre.
Dentre essas notas, consta a locação de uma SUV Land Rover Discovery, placa PAP-2506, serviço para o qual foram emitidas 27 notas, todas pela Daleth Veículos, referentes a 24 períodos de locações de mês cheio e três de períodos de 15 a 21 dias. Juntas, essas 27 notas totalizaram R$ 205 mil. 
A primeira dessas despesas é para a cobrança de uma locação referente ao período de 15 a 30 de abril de 2016, no valor de R$ 5.000. Depois disso, a partir de junho daquele ano, Bessa locou regularmente mais 26 vezes o mesmo carro.
Bessa utilizou o veículo por pelo menos 24 meses não consecutivos, o que fere a norma da Câmara, em que a locação de um mesmo veículo feita por parlamentares não pode ultrapassar 12 meses, consecutivos ou não. Fora a Land Rover, o deputado nunca alugou outros carros por mais de um ano.
De acordo com uma guia de pagamento de licenciamento para o ano de 2021, emitida pelo Detran-DF e obtida pela CNN, após o término do mandato de Bessa, a Daleth Veículos transferiu a Land Rover Discovery para o deputado.

Comprovante de IPVA do deputado Laerte Bessa mostra que veículo alugado no mandato agora é de sua propriedadeFoto: Reprodução

Apesar de não se saber quanto Bessa teria pago na transação, a tabela FIPE informa que na data do último aluguel do carro pelo parlamentar, em outubro de 2018, o veículo valia R$ 189 mil.
Em sua segunda passagem pela Câmara, Bessa participou de diversas comissões parlamentares, como a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Em abril de 2018, ele assumiu a presidência da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, cargo que ocupou até o fim de seu mandato. Ele não foi reeleito, mas ficou como suplente da deputada Flávia Arruda, hoje ministra-chefe da Secretaria de Governo. Assim, voltou à Câmara.

Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana