Conecte-se Conosco

Brasília

Governo exonera presidente “olavista” de fundação do Itamaraty

Fernando Souza

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

Foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (12) a exoneração do presidente da Fundação Alexandre de Gusmão (Funag) Roberto Goidanich, responsável por organizar estudos e debates do Itamaraty. O ato foi assinado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, que já nomeou a embaixadora Márcia Loureiro, cônsul-geral do Brasil em Los Angeles (EUA).
Goidanich era ligado ao ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo e tido como um representante da “ala olavista” do governo federal, uma referência aos seguidores do escritor e influenciador bolsonarista Olavo de Carvalho, que morava nos EUA mas hoje está no Brasil em tratamento de saúde pelo SUS. 

Na sua gestão à frente da Funag, o diplomata Roberto Goidanich promoveu seminários com blogueiros bolsonaristas e olavistas, incluindo alvos de operações da PF contra fake news e condenados por disseminar notícias falsas, fazendo da Funag um dos principais canais de divulgação do pensamento radicalizado ideologicamente. 
O sucessor de Ernesto Araújo, o chanceler Carlos França, tem promovido mudanças no Itamaraty para alterar o rumo da política externa brasileira. 

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana