Conecte-se Conosco

Brasil

Bolsonaro diz que está mais próximo de se filiar ao PP ou PL

Compartilhe na suas Redes Sociais

Em entrevista nesta manhã, presidente ainda criticou julgamento de chapa com Mourão no TSE, chamou relatório final da CPI de ‘palhaçada’ e disse que Renan Calheiros agiu por ‘vingança’

RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

Sem ainda ter um partido para disputar a reeleição em 2022, o presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quarta-feira conversas com PP e PL para definir sua filiação. “Hoje em dia está mais para PP ou PL. Me dou muito bem com os dois partidos”, afirmou o chefe do Executivo em entrevista à Jovem Pan News.

Na segunda-feira, 25, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, preso no escândalo do mensalão, publicou um vídeo com um convite oficial de filiação ao presidente. Como mostrou a Coluna do Estadão, a sigla ofereceu diretórios estaduais para controle de Bolsonaro, que, no entanto, também é cortejado pelo PP, o partido do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e do presidente da Câmara, Arthur Lira (AL), aliado de primeira hora do governo.

Bolsonaro reconheceu que está atrasado para escolher o novo partido. “Mas a escolha é igual a casamento. Às vezes, até escolhendo a gente tem problema. Imagina se fizer de atropelo”, explicou, na entrevista.

A menos de um ano da ida às urnas, o chefe do Executivo tem atrasado a definição de sua legenda enquanto negocia boas condições de controle do partido. De forma indireta, a estratégia foi comentada por Bolsonaro na entrevista de hoje. “Tenho interesse em indicar metade dos candidatos ao Senado, pessoas perfeitamente alinhadas conosco”, declarou. A ideia do governo é ampliar a bancada na Casa, que hoje oferece resistências às pautas do Palácio do Planalto.

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana