Conecte-se Conosco

Famosos

Jogador Maurício Souza quer deixar o país após ‘perseguição’

RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

Demitido do Minas Tênis Clube e afastado da seleção brasileira de vôlei, o jogador Maurício Souza admitiu estar em negociações com equipes de fora do país. O atleta entrou na linha de tiro da militância digital depois de publicar na internet sua opinião sobre a nova série de quadrinhos do novo Super-Homem, na qual Jon Kent — filho de Clark Kent e Lois Lane — é bissexual.

A pressão foi tanta nas redes sociais que os patrocinadores do Minas Tênis Clube, time de Maurício, exigiram a demissão do jogador. Ele teve o contrato rescindido na quarta-feira 27. O atleta também foi acusado de homofobia pelo ex-jogador de futebol e comentarista esportivo Walter Casagrande e pelo apresentador da TV Globo Felipe Andreoli — e anunciou que vai processá-los.

“Estamos com algumas opções aqui no Brasil e no exterior”, afirmou Maurício em entrevista ao jornalista Thiago Asmar, no canal Pilhado, no YouTube. “Meu empresário está com medo de eu ficar aqui no Brasil. Talvez a melhor opção seja sair do país mesmo. Aqui no Brasil, para qualquer time que eu vá vai ter pressão da ‘galerinha da lacrolândia’”.

Na entrevista, Maurício admitiu ter “medo de ficar no Brasil” depois do episódio. “Não por mim, mas pelos meus colegas de equipe.”, afirmou. “Se o time não tiver uma estrutura muito forte junto com os patrocinadores para aguentar essa pressão, vai ser difícil. Como o grupo lidaria com isso? Como seria a minha aceitação dentro desse grupo? Então, prefiro nem pagar para ver.”

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana