Conecte-se Conosco

Brasil

Datena decide trocar PSL por PSD de Gilberto Kassab: ‘Vou ser candidato mesmo’

RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

‘A quê? A que o partido definir’, pontuou o apresentador de TV

O apresentador de TV José Luiz Datena anunciou nesta terça-feira, 2, que vai deixar o PSL para se filiar ao PSD, legenda comandada pelo ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

“Dessa vez, confirmo que vou ser candidato mesmo. A quê? A que o partido definir. Por enquanto, o candidato do PSD é o Rodrigo Pacheco, mas, se quiserem que eu ajude o Pacheco, vou ajudar”, disse em entrevista à Band, sua atual emissora.

Inicialmente, Datena chegará ao PSD para ser candidato ao Senado por São Paulo. A ideia é ter o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (atualmente no PSDB) para o governo paulista e o presidente do Senado Rodrigo Pacheco (que acabou de se filiar ao partido de Kassab) para a Presidência da República.

“Eu gostaria muito de servir o Brasil como presidente, ou como vice do Ciro [Gomes], de que também gosto muito; posso ser vice do Pacheco”, afirmou ao apresentar algumas funções em que estaria disposto a ocupar.

Fusão

O apresentador decidiu deixar o PSL após quatro meses. Segundo ele, a fusão do PSL com o DEM, que criou o União Brasil, foi o motivo principal para decidir deixar a agremiação.

“Não que eu não goste do que esteja acontecendo porque já não é problema mais meu. Mas não me ‘DEM’ muito bem com essa fusão. Não gostei dessa fusão, só fiquei sabendo quando já estava definida, e por isso decidi seguir meu caminho.”

Quando ingressou no PSL, em julho, Datena foi convidado a disputar a Presidência. Com a fusão do partido com o DEM, o União Brasil não tem candidato a presidente definido: tanto pode ser o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, como poderia ser Datena, ou mesmo a legenda indicar o vice de uma coligação.

Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana