Conecte-se Conosco

Brasil

ANAC em queda: acidentes aéreos aumentaram 12% em 2021

RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

O acidente que causou a morte da cantora Marília Mendonça na sexta-feira 5, após a queda de um avião de pequeno porte no interior de Minas Gerais, com cinco passageiros ao todo, será mais um acontecimento do tipo computado pela Agência Nacional de Aviação Civil em 2021.

Segundo o órgão regulador, entre janeiro e abril deste ano, o número de acidentes em voos de passageiros aumentou cerca de 12%, em comparação ao mesmo período de 2020, com 48 incidentes registrados e 21 eventos fatais. Os dados são baseados no sistema mantido pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, do Comando da Aeronáutica.

Falha de motor é a principal causa das ocorrências (31,9%), seguida pela perda de controle em voo (18,5%). Os voos privados, com 42%, é a categoria mais envolvida nos acidentes. Já o táxi aéreo, modalidade que foi a utilizada pela cantora Marília Mendonça no acidente, registrou 5% no número total de ocorrências.

CréditosRevista Oeste.

Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana