Conecte-se Conosco

Brasil

MPF pede arquivamento de inquérito contra Lulinha por supostos repasses ilegais da Oi

RDP

Publicado

em

Compartilhe na suas Redes Sociais

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) pediu o arquivamento do inquérito contra o empresário Fábio Luís Inácio Lula da Silva, o ‘Lulinha’, filho do ex-presidiário Lula (PT).

Em 2019, a 69ª fase da Lava Jato de Curitiba apontou a existência de um suposto esquema envolvendo repasses de R$ 132 milhões da empresa de telefonia Oi/Telemar para o grupo de empresas Gamecorp/Gol, que tem como um dos donos o filho de Lula.

O MPF encaminhou o parecer à 10ª Vara Criminal de São Paulo, onde tramita o caso. No documento, a procuradora Luciana da Costa Pinto afirma que as investigações carecem “de elementos indiciários de prática criminosa”. 

Além disso, cita a suspeição do ex-juiz Sergio Moro determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Pois o inquérito foi aberto a partir de informações obtidas em quebras de sigilo e busca e apreensão determinadas por Moro contra Lula.

Publicidade
Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Lidas da Semana